ANÁLISE DA PRODUÇÃO ACADÊMICA DE 1996 A 2014 SOBRE A POLÍTICA DE EDUCAÇÃO DO CAMPO

Fabiana Fátima Cherobin

Resumo


O artigo apresenta análise e conclusões de estudo que teve por objetivo compreender como a política de educação do campo vem sendo pesquisada e analisada, assim como demostrar as contradições presentes nas pesquisas realizadas entre 1996 e 2014 sobre o tema. Embasados no referencial marxista, procuramos alcançar nosso objetivo por meio da revisão de literatura e da análise de artigos e trabalhos publicados no período e selecionados segundo 15 distintos descritores combinados que permitissem identificar a relação com a temática de nosso estudo. Após análise e sistematização do material selecionado, concluímos que os estudos podem ser classificados em três tendências: uma que defende ser necessário considerar estritamente a realidade, a diversidade e a cultura dos povos do campo nas discussões sobre a política de educação do campo; outra em que defende a Política de Educação do Campo como um direito subjetivo; e, por fim, outra que discute a Política de Educação do Campo como demanda da classe trabalhadora que se desenvolve na luta de classes na atualidade.

Palavras-chave: Estado – Política Educacional – Educação do Campo – Movimento Social – Trabalhadores Sem-Terra.


Palavras-chave


Estado; Política Educacional; Educação do Campo; Movimento Social; Trabalhadores Sem-Terra.

Texto completo:

PDF

Referências


ANTONIO, Clécio Acilino. Por uma educação do campo: um movimento popular de base política e pedagógica para a Educação do Campo no Brasil. Porto Alegre: FE-URGS, (Tese de Doutorado), 2010.

BAHNIUK, Caroline. Educação, trabalho e emancipação humana: um estudo sobre as escolas itinerantes dos acampamentos do MST. FE – UFSC, (Dissertação de Mestrado), 2008.

BAHNIUK, Caroline. Experiências escolares e estratégia política: da pedagogia socialista à atualidade do MST. Florianópolis: 2015. Tese [Doutorado em Educação] – Programa de Pós-Graduação em Educação da Faculdade de Educação da Universidade Federal de Santa Catarina (FE/UFSC).

BARROSO, Edna Rodrigues. Educação do campo: contexto de discurso e de política. Campinas: FE-UNICAMP, (Tese de Doutorado), 2011.

BOGO, Ademar. A educação do campo em tempos de produção de mercadorias especiais. In: SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO DO CAMPO DA UFRB, 1, Amargosa, 2013. Anais... Amargosa, BA: UFRB, 2013.

COSTA, Marilda de Oliveira. Programa nacional de educação na reforma agrária: o caso do curso "pedagogia da terra" da Universidade do Estado do Mato grosso, Cárcere/MT. Porto Alegre: 2005. Dissertação [Curso de Mestrado em Educação] – Programa de Pós-Graduação em Educação, Faculdade de Educação, Universidade Federal do Rio Grande do Sul (FE/URGS).

COUTINHO, Adelaide Ferreira; MUNIZ, Raquel Susana Lobatto; NASCIMENTO, Rita de Cassia Gomes. Luta pela terra, criminalização dos movimentos sociais (campo) e educação. Aurora, Marília, v. 5, n. 1, p. 55-68, 1 jan. 2012. Edição Especial. Disponível em: http://www2.marilia.unesp.br/revistas/index.php/aurora/article/view/2363/1923. Acesso em: 6 set. 2014.

CHEROBIN, Fabiana Fátima. A Educação do Campo e sua normatização como política pública: uma demanda dos trabalhadores ressignificada pelo estado. Florianópolis: FE- UFSC, (Dissertação de Mestrado), 2015.

D’AGOSTINI, Adriana. A educação no MST no contexto educacional brasileiro. Salvador: 2009. Tese [Doutorado em Educação] – Programa de Pós-Graduação em Educação, Faculdade de Educação, Universidade Federal da Bahia.

D’AGOSTINI, Adriana. A educação do campo na educação brasileira: contradições e perspectivas. Revista de Educação, Santa Maria, v. 37, n. 3, p. 453-468, set./dez. 2012. Disponível em: http://cascavel.ufsm.br/revistas/ojs-2.2.2/index.php/reveducacao/article/view/4172/3971. Acesso: 25 jul. 2014.

D’AGOSTINI, Adriana; VENDRAMINI, Célia Regina. Educação do campo ou educação da classe trabalhadora? A perspectiva do empresariado, do estado e dos movimentos sociais organizados. Reflexão e Ação, Santa Cruz do Sul, v. 22, n. 2, p.299-322, jul./Dez. 2014. Disponível em: http://online.unisc.br/seer/index.php/reflex/article/view/5194/3694. Acesso em: 13 mar. 2015.

GARCIA, Fátima Moraes. A contradição entre teoria e prática na escola do MST. Curitiba: 2009. Tese [Curso de Doutorado em Educação] – Programa de Pós-Graduação em Educação, Faculdade de Educação, Universidade Federal do Paraná.

GUHUR, Dominique Michèli Perioto. Contribuições do diálogo de saberes à educação profissional em agroecologia no MST: desafios da educação do campo na construção do projeto popular. Maringá: 2010. Dissertação [ Curso de Mestrado em Educação] – Programa de Pós-Graduação em Educação, Faculdade de Educação, Universidade Estadual de Maringá.

HAGE, Salomão Mafarrey. Movimentos sociais do campo e educação: analise de política pública de educação superior. Revista Eletrônica de Educação, Campinas, v. 8, n. 1, p.133-150, 1 fev. 2014. Disponível em: http://www.reveduc.ufscar.br/index.php/reveduc/article/viewFile/1018/319. Acesso em: 6 set. 2014.

JESUS, Adriana do Carmo de; ROSA, Júlia Mazinini; BEZERRA, Maria Cristina dos Santos. Educação do campo e política educacional em debate: apontamentos sobre a formação da classe trabalhadora rural na atualidade. Revista Histedbr On-line, Campinas, v. 1, n. 60, p.200-214, 12 out. 2014. Disponível em: . Acesso em: 2 maio 2015.

LEINEKER, Mariulce da Sila Lima. Educação do campo no Paraná: entre a conquista e a imposição. Curitiba: 2012. Dissertação [Curso de Mestrado em Educação] – Programa de Pós-Graduação em Educação, Faculdade de Educação, Universidade Federal do Paraná.

MACHADO, Ilma Ferreira; VENDRAMINI, Célia Regina. Políticas públicas para a educação do campo: da necessidade aos limites. Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, São Paulo: UNESP, v. 8, 2013. Disponível em: http://seer.fclar.unesp.br/iberoamericana/article/view/6470/4779. Acesso em: 17 dez. 2014.

MARSCHNER, Walter. Lutando e ressignificando o rural em campo: notas epistemológicas. Interações, Campo Grande, v. 12, n. 1, p.41-52, jan/jun. 2010. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/inter/v12n1/05.pdf. Acesso em: 6 set. 2014.

MARCON, Telmo. Política de educação do campo: avanços e desafios. Práxis Educativa, Ponta Grossa, v. 7, n. 1, p.85-105, 2 jun. 2012. Disponível em: http://www.revistas2.uepg.br/index.php/praxiseducativa/article/viewFile/3119/2810. Acesso em: 25 ago. 2014.

MOURA, Kethen Leite de. Política de educação do campo: a construção de estratégias para o MST no Paraná e ação de agências internacionais pós 1990. Maringá: 2013. Dissertação [Curso de Mestrado em Educação] – Programa de Pós-Graduação em Educação, Faculdade de Educação, Universidade Estadual de Maringá.

MUNARIM, Antônio; LOCKS, Geraldo Augusto. Educação do campo: contexto e desafios desta política pública. Olhar de Professor, Ponta Grossa, v. 15, n. 1, p.77-89, fev/jun. 2012. Disponível em: http://www.revistas2.uepg.br/index.php/olhardeprofessor/article/view/3666/3003. Acesso em: 26 jul. 2014.

MST. Movimento dos trabalhadores rurais sem terra. II Encontro Nacional de Educadoras e Educadores da Reforma Agrária: textos para estudo e debate. São Paulo: Expressão Popular, 2014. (Boletim da Educação, n. 12).

NASCIMENTO, Claudemiro Godoy de. Políticas "públicas" e educação do campo: em busca da cidadania possível? Travessias, Cascavel, v. 3, n. 3, p.178-198, jan/jun. 2009. Disponível em: e-revista.unioeste.br/index.php/travessias/article/download/3450/2744. Acesso em: Acesso em: 6 set. 2014.

OLIVEIRA, Marcos Antonio de; DALMAGRO, Sandra Luciana. A questão agrária, a educação do Campo e os projetos em disputa. Reflexão e Ação, Santa Cruz do Sul, v. 22, n. 2, p.94-119, Jul./Dez. 2014. Disponível em: http://online.unisc.br/seer/index.php/reflex/article/view/5193/3684. Acesso em: 13 fev. 2015.

PUZIOL, Jeinni Kelly Pereira. Políticas para educação do e no campo e os territórios de resistência do MST no Paraná: forças contra hegemônicas. Maringá: 2012. Dissertação [Curso de Mestrado em Educação] – Programa de Pós-Graduação em Educação, Faculdade de Educação, Universidade Estadual de Maringá.

RIBEIRO, Marlene. Educação do campo: embate entre movimento camponês e Estado. Educação em Revista, Belo Horizonte, v. 28, n. 1, p.459-490, mar. 2012. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/edur/v28n1/a20v28n1.pdf. Acesso em: 25 jul. 2014.

REIS, Neila da Silva. Políticas educacionais do campo: percurso preliminar. HISTEDBR On-line, Campinas, v. 1, n. especial, p.124-148, 2 out. 2011. Disponível em: . Acesso em: 27 jul. 2014.

ROSSI, Rafael; DEMO, Pedro. Educação do campo como Pedagogia contra a " Pobreza Política". Educação em Perspectiva, Viçosa, v. 5, n. 1, p.173-191, 1 jun. 2014. Disponível em: http://www.seer.ufv.br/seer/educacaoemperspectiva/index.php/ppgeufv/article/viewFile/377/137. Acesso em: 6 set. 2014.

SANTOS, Clarice Aparecida dos. Educação do campo e políticas no Brasil: a instituição e políticas públicas pelo protagonismo dos movimentos sociais do campo na luta pelo direito à educação. Brasília: 2009. Dissertação [Curso de Mestrado em Educação] – Programa de Pós-Graduação em Educação, Faculdade de Educação, Universidade de Brasília.

SANTOS, Cláudio Eduardo Félix dos. Relativismo e escolanovismo na formação do educador: uma análise histórico-crítica da Licenciatura em Educação do Campo. Salvador: 2011. Tese [Curso de Doutorado em Educação] – Programa de Pós-Graduação em Educação, Faculdade de Educação, Universidade Federal da Bahia.

SAPELLI, Marlene Lucia Siebert. Escola do campo - espaço de disputa e de contradição: análise da proposta pedagógica das escolas itinerantes do Paraná e do colégio Imperatriz Dona Leopoldina. Florianópolis: 2013. Tese [Curso de Doutorado em Educação] – Programa de Pós-Graduação em Educação, Faculdade de Educação, Universidade Federal de Santa Catarina.

SOUZA, Maria Antônia de; SANTOS, Fernando Tinque dos. Educação do campo e MST. Olhar de Professor, Ponta Grossa, v. 10, n. 2, p.211-226, jul/dez. 2007. Disponível em: http://www.revistas2.uepg.br/index.php/olhardeprofessor/article/view/1496/1141%3E. Acesso em: 25 set. 2014.

SOUZA, Rubneuza Leandro de. Educação do campo: análise das reivindicações dos trabalhadores do campo e das propostas dos Governos de Luiz Inácio da Silva e Dilma Rousseff. Revista Tamoios: Departamento de Geografia da UERJ -FFP, Rio de Janeiro, v. 9, n. 2, p.5-28, 2 jul. 2013. Disponível em: http://www.e-publicacoes.uerj.br/index.php/tamoios/article/view/8176. Acesso em: 25 set. 2014.

TITTON, Mauro. Os limites da política no embate de projetos da educação do campo. Florianópolis: 2010. Tese [Curso de Doutorado em Educação] – Programa de Pós-Graduação em Educação, Faculdade de Educação, Universidade Federal de Santa Catarina.

VENDRAMINI, Célia Regina. Educação do campo na perspectiva do materialismo histórico-dialético. In: MOLINA, Mônica Castagna et alli. Educação do campo e pesquisa II: questões para reflexão. Brasília: MDA/MEC. 2010. p.127-135.

VITÓRIA, Fernando Bilhalva. A educação profissional no contexto da agricultura familiar de Antônio Prado-RS: instrumentos de subordinação capitalista. Porto Alegre: 2011. Dissertação [Curso de Mestrado em Educação] – Programa de Pós-Graduação em Educação, Faculdade de Educação, Universidade Estadual do Rio Grande do Sul.

XAVIER NETO, Lauro Pires. Projeto histórico socialista e a escola do MST: possibilidades-realidade frente ao projeto histórico capitalista. João Pessoa: 2005. Dissertação [Curso de Mestrado em Educação] – Programa de Pós-Graduação em Educação, Faculdade de Educação, Universidade Federal da Paraíba.




DOI: http://dx.doi.org/10.29404/rtps-v3i4.3604

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Grupo de Pesquisas Sobre Trabalho, Política e Sociedade (GTPS)

Rua Savero José Bruno, S/N – Moquetá – Nova Iguaçu – RJ – CEP: 26285-021
URL:  http://trabalhopoliticaesociedade.blogspot.com.br/ 
E-mail: rtps@ufrrj.br