ENTRE REFORMAS: Tecnicismo, neotecnicismo e educação no Brasil

Fernando Bonadia de Oliveira

Resumo


Este artigo propõe considerar a atual reforma do ensino médio – Lei n. 13.415 de 2017 – como a mais enfática complementação e atualização da reforma escolar da ditadura civil-militar brasileira, expressa na Lei n. 5.692 de 1971. O objetivo geral deste artigo é examinar a Lei n. 5.692 em suas relações com a reforma em curso, levando em conta os respectivos contextos históricos e a mentalidade pedagógica tecnicista e neotecnicista que as orientou de forma autoritária, conservadora e reacionária. Pretende-se, enfim, evidenciar como as políticas educacionais brasileiras mantêm ainda práticas que agravam a desigualdade de acesso ao conhecimento pelas diferentes classes sociais, e visam conformar o trabalhador do século XXI ao novo padrão de exploração exigido pela economia capitalista atual.


Palavras-chave


Educação brasileira contemporânea. Legislação Educacional. Lei n. 5.692/71. Lei n. 13.415/2017. Tecnicismo. Neotecnicismo.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.